Kevin Spacey será formalmente acusado por alegada agressão sexual contra um adolescente.

Antes da notícia avançada em primeira mão esta segunda-feira (24) pelo jornal The Boston Globe, o ator colocou um vídeo nas redes sociais onde regressa como Frank Underwood, a sua personagem na série "House of Cards", respondendo indiretamente às acusações que destruíram a sua carreira.

Spacey, vencedor de dois Óscares e acusado por vários homens de agressões sexuais após o surgimento do movimento #MeToo em outubro de 2017, será acusado formalmente a 7 de janeiro, avançou o jornal, citando o promotor do distrito Michael O'Keefe, que entretanto já divulgou um comunicado oficial.

Este desenvolvimento resulta da investigação feita pela polícia da ilha de Nantucket, Massachusetts, após a denúncia em novembro de 2017 da jornalista Heather Unruh, que durante uma conferência de imprensa acusou o ator de atacar sexualmente o seu filho em julho de 2016, perto de Boston.

Segundo o seu relato, Spacey comprou álcool para o adolescente de 18 anos até o embebedar, agarrando-lhe a seguir os genitais. Convidou-o ainda para beber mais noutra festa, mas este abandonou o bar quando Spacey foi à casa de banho.

Kevin Spacey comenta o que lhe aconteceu... como Frank Underwood

Alguns minutos antes do The Boston Globe avançar com a notícia, o ator regressou às redes sociais pelo primeira vez em 13 meses com o vídeo "Let Me Be Frank".

O título, que em tradução literal seria "deixem-me ser franco", é mesmo para ser levado à letra: "Deixem-me ser o Frank".

Kevin Spacey surge no papel de Frank Underwood, na cozinha a falar diretamente para a câmara, sem qualquer arrependimento e em tom de desafio, ao melhor estilo da série "House of Cards".

"Sei o que vocês querem. Claro que tentaram nos separar, mas o que nós temos é demasiado forte e poderoso. Afinal de contas, partilhámos tudo, eu e vocês. Contei-vos os meus segredos mais profundos e negros. Mostrei-vos exatamente aquilo de que as pessoas são capazes. Choquei-vos com a minha honestidade, mas principalmente desafiei-vos e obriguei-vos a pensar. E vocês confiaram em mim, embora soubessem que não o deviam ter feito. Portanto, ainda não acabámos, independentemente do que qualquer pessoa disser. E além disso, eu sei o que vocês querem. Vocês querem que eu regresse", começa o vídeo.

Pedindo às pessoas para não se precipitaram a tirar conclusões sem conhecer todos os factos, Underwood e Spacey confundem-se ao longo de três minutos.

"Posso prometer-vos isto. Se não paguei o preço pelas coisas que nós todos sabemos que fiz, de certeza que não vou pagar o preço pelas coisas que não fiz [...] De qualquer forma, apesar de todo o falatório, da animosidade, das manchetes, da destituição sem julgamento, apesar de tudo, apesar mesmo da minha 'morte', sinto-me surpreendentemente bem e a minha confiança cresce todos os dias de que, em devido tempo, vocês saberão a verdade", diz perto do fim, antes lhe ocorrer que ninguém o viu morrer em "House of Cards".

VEJA O VÍDEO.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.