Antes da estreia da primeira parte da quinta temporada de "Lucifer", a Netflix decidiu dar uma prenda aos fãs e anunciou que a série só iria terminar na sexta temporada. A notícia surpreendeu os espectadores, mas também o elenco da produção.

Em entrevista ao jornal britânico Metro, Kevin Alejandro, que interpreta Dan Espinoza, revelou que o elenco só descobriu que "Lucifer" não iria terminar na quinta temporada enquanto filmavam o penúltimo episódio. "Até ao penúltimo episódio, pensávamos que seria o final da série. Que esta [a quinta temporada] era o final da série", contou.

À publicação, o ator explicou ainda que foram feitas algumas mudanças de última hora. "[Os guionistas] tiveram de fazer alguns ajustes no final da temporada", contou, acrescentando que os argumentistas conseguiram uma boa solução para dar continuidade à história.

Segundo o site Sensacine, devido à pandemia da COVID-19 não foi possível terminar as gravações dos novos episódios e as filmagens só devem retomar no outono. Com os atrasos das rodagens, a parte final da quinta temporada só deverá chegar em 2021.

"Irreverente" e "distinta", a série que acompanha Lúcifer (Tom Ellis) tem vindo a conquistar novos fãs um pouco por todo o mundo. Com a chegada da nova temporada, a produção tem estado entre os temas mais comentados no Twitter, nomeadamente em Portugal, Brasil, Reino Unido, França, México, Itália, Colômbia, Argentina, entre outros, segundo o site Trends24.

"Aborrecido e infeliz enquanto Senhor do Inferno, Lúcifer abdica do trono e abandona o seu reino pela irresistível loucura de Los Angeles, onde se entretém a ajudar a Polícia de LA... especialmente a astuta detetive Chloe Decker", conta a Netflix.

Na primeira parte da temporada cinco, "Miguel, o irmão gémeo de Lúcifer, ocupa em segredo o lugar do Diabo na Terra, enquanto este está novamente no Inferno. Lúcifer acaba por ter de voltar e lidar com o caos em que o seu irmão transformou a sua vida". "Além disso, ele confronta finalmente os seus sentimentos por Chloe e responde à pergunta que os fãs têm vindo a fazer desde o início: foram eles realmente feitos um para o outro?", questiona o serviço de streaming.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.