Citado pelo Jornal de Angola, o porta-voz da PGR, Álvaro João, que não revelou a identidade do accionista, adiantou que este alegou que já não tem fontes alternativas para manter o órgão em funcionamento.

A imprensa angolana tem identificado Manuel Rabelais, antigo ministro da Comunicação Social e director do GRECIMA (Gabinete de Revitalização e Execução da Comunicação Institucional e Marketing da Administração) como o sócio maioritário.

Integrado no grupo de comunicação Publipress, a Palanca TV é um canal generalista, que iniciou as suas emissões no dia 16 de dezembro de 2015.

No ano passado, a Procuradoria-Geral da República de Angola deduziu acusação contra o antigo ministro Manuel Rabelais, pelos crimes de peculato, violação de normas de execução do plano e orçamento, recebimento indevido de vantagens e branqueamento de capitais, enquanto director do GRECIMA, entre 2016 e 2017.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.