Oficiais egípcios apanham os bebés hebreus do sexo masculino e matam-nos. Joquebede consegue fugir com os seus filhos Miriã e Arão dos oficiais. Miriã segue as ordens da mãe e corre em busca da ajuda do pai, o escravo Anrão.

Joquebede sente as dores do parto. O faraó e Tuya mimam Ramsés. Joquebede teme que nasça um menino. Seti diz que não pode permitir que os hebreus se multipliquem e se alastrem pelas suas terras.

Anrão constrói um barco para que a mulher fuja e tenha o bebé longe. Ela dá à luz um menino. A família foge e Bomani encontra-os e questiona-os sobre o que estão a esconder.

O bebé sorri e todos ficam desesperados. Anrão impede os oficiais de pegarem o bebé. Joquebede foge com o filho na cesta e leva consigo Miriã e Arão.

Anrão é atingido no ventre pelo oficial e desmaia. Joquebede aproxima-se do rio e Miriã chora, perguntando se a mãe irá abandoná-lo. Depois de uma prece, deixa que o rio leve a cesta.

Joquebede volta para casa e encontra Anrão ferido. Miriã corre pelas margens do Nilo acompanhando o cesto. Miriã vê o cesto a ir em direção ao palácio e fica aflita.

Henutmire encontra o cesto ao banhar-se no rio. Yunet reconhece a manta e diz que ele é hebreu. Henutmire recusa-se a entregá-lo ao pai e diz que irá protegê-lo, dando-lhe o nome de Moisés.

Miriã aproxima-se da princesa e finge não conhecer Moisés. Ela oferece uma ama de leite hebreia e Henutmire aceita. Joquebede e Anrão ficam muito emocionados ao verem Miriã e descobrirem que o filho sobreviveu.

Miriã leva a mãe até o palácio para que amamente Moisés. Henutmire pede que cuide de Moisés em casa e que dará ordens aos oficiais para que nada aconteça a ele.

Joquebede fica muito emocionada e agradece à princesa. Seti diz a Henutmire que lhe atenderá um desejo como pedido de casamento. Ela pede que o decreto seja revogado e é aceite.

Anrão fica emocionado ao rever Moisés e diz que Deus o salvou para um propósito. Bomani obriga Anrão a voltar ao trabalho ainda debilitado e ele cai inanimado.

Joquebede e Miriã choram muito e Bomani ordena que o corpo de Anrão seja levado. Entretanto, a mulher vê-o a mexer-se e fica em êxtase.

Num sugere que o amigo fuja e Anrão emociona-se na despedida da mulher, pedindo que ela não conte aos filhos que está vivo. Meses depois, Yunet dá à luz uma menina, Nefertari.

Henutmire anuncia que está à espera um filho de Disebek e Yunet envenena a princesa, que começa a sentir fortes dores e perde o bebé.

Miriã e Joquebede rezam por ela, agradecidas pelo que ela fez a Moisés. Um milagre acontece e a princesa recebe a cura de Deus. Mas Henutmire sofre por não ter engravidado mais.

Ela decide matar-se, mas lembra o dia em que encontrou Moisés. Ela chama Joquebede ao palácio e diz que o menino será seu filho. Joquebede fica desesperada e confessa que é a mãe verdadeira de Moisés. Henutmire diz que dará conforto ao menino. A verdadeira mãe fica inconsolável. Seti reluta em aceitar Moisés mas permite que Henutmire cuide dele.

Os anos passam e Moisés torna-se um jovem egípcio. Joquebede descobre que ele aparecerá num cortejo público e, ao vê-lo, grita o seu nome.

Henutmire dá ordens para que a afastem e Moisés fica confuso. Joquebede toca em Moisés e ele chama-a de escrava. Moisés e Ramsés encontram Arão e ofendem-no.

Arão não suporta e diz a Moisés que ele tem sangue hebreu e que deveria ser escravo. Ramsés diz que é mentira. Moisés questiona Henutmire sobre as suas origens e ela confessa que ele é hebreu.

Moisés conta a Ramsés que é hebreu, mas Ramsés diz não se importar e abraça-o. Moisés foge do palácio e caminha pelas ruas à procura de Arão. Ele esbarra em Miriã, que não esconde a surpresa e reconhece-o.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.