Moisés confessa a Ramsés que descobriu o papiro com o decreto da morte dos bebés hebreus e que não pode abandonar os pais hebreus. Nefertari não gosta da busca de Moisés pela verdadeira família e diz que o seu lugar é no palácio. Joquebede fica preocupada com as possíveis consequências da aproximação de Moisés. Nefertari diz a Paser que Moisés descobriu a verdadeira família. Moisés fica chocado com os maus tratos sofridos pelos hebreus.

Paser revela a Disebek que Moisés já sabe quem são os pais verdadeiros e está revoltado com a condição do seu povo. Disebek tenta convencer Moisés a esquecer a ideia de procurar a família hebreia, mas o príncipe mostra-se decidido a tomar uma atitude.

Yunet finge estar preocupada e revela a Tuya que Moisés já sabe de tudo. A rainha avisa o Faraó que algo grave aconteceu. Henutmire pede a Disebek para levá-la até Joquebede. Seti proíbe Moisés de encontrar os hebreus. O príncipe enfrenta o Faraó e Ramsés intervém.

Joquebede fica surpresa com a visita da princesa. Amália sente dores na barriga e Eliseba ajuda-a. Henutmire conta que se Moisés insistir em aproximar-se da família hebreia, Seti poderá matá-lo. Joquebede sofre.

Henutmire afirma que a fuga de toda a família é a única forma de afastá-lo e propõe-se a ajudar. Arão fica surpreso ao saber da visita de Henutmire e teme o futuro da família. Moisés pede que Seti não faça nenhum mal contra os familiares hebreus. Seti concorda, mas com a condição de que o príncipe não se aproxime. Disebek ordena que Bakenmut não perca Moisés de vista.

Vigiado por Bakenmut, Moisés observa o sofrimento dos hebreus escravizados e esforça-se para conter a revolta. Panahasi leva Arão para ajudá-lo noutra obra. No caminho, Arão responde às provocações e é chicoteado. Moisés vê a agressão, pega a espada e mata o egípcio. Surpreso, Arão é reconhecido por Moisés e deixa-o espantado ao apresentar-se como irmão.

Arão ajuda Moisés a enterrar o oficial e diz-lhe para desaparecer antes que seja apanhado. Moisés revela o sucedido a Ramsés. Escondida, Yunet escuta a revelação. Moisés procura Leila que o informa que Henutmire esteve na vila dos hebreus e fica revoltado ao saber da proposta de fuga para afastá-lo da família hebreia. Nefertari avisa que se Moisés insistir na aproximação com o povo hebreu, a relação entre eles complica-se.

Decidido, o príncipe propõe o término da relação. Nefertari tira o anel de noivado com raiva e chorosa. Seti fica furioso ao imaginar que Moisés se pode tornar líder dos hebreus e causar uma revolta no Egito. Paser mente a Seti, dizendo que teve um sonho onde Moisés era traidor e provocava uma rebelião de hebreus contra o rei.

Seti manda oficiais até ao local para que confirme a suspeita. O rei pede que Moisés fique detido até a confirmação do assassinato. Bakenmut avista vestígios de areia revirada e Disebek ordena que os oficiais cavem no local e fica desolado ao ver o corpo de Panahasi na cova. Amália tem muitas dores e avisa que está prestes a dar à luz.

Joquebede e Eliseba começam o parto de Amália. Miriã chega para ajudar e fica preocupada ao ver que ela está a sangrar bastante. Moisés encontra a cova onde estava Panahasi vazia. Ramsés alerta que ele precisa de fugir antes que seja condenado à morte. Disebek implora a Seti que poupe a vida de Moisés e aguarda tenso a decisão do rei.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.