Capítulo 44 – Segunda-feira (31/08)

Arão diz a Moisés que os dois são irmãos. Os dois enterram Panahasi. Henutmire diz a Nefertari que pediu à família hebreia de Moisés para fugir do Egipto. Arão volta para casa muito ferido e conta a Joquebede que Moisés matou um egípcio em socorro do irmão. Hur conta a Uri que quase beijou a princesa Henutmire. Moisés conta a Ramsés que matou um official egípcio. Yunet ouve atrás da porta. Disebek diz a Henutmire que Moisés falou com o pai a obra. Henutmire exalta-se. Os dois abraçam-se ao perceberem que perderam o control sobre o filho. Anrão fica preocupado quando Arão lhe conta que Moisés matou Panahasi. Apuki e Joel riem-se dos hebreus que esperam o libertador. Leila conta a Moisés que Henutmire visitou a casa de Joquebede e pediu para se irem embora. Moisés fica bravo. Nefertari encontra Moisés à noite no jardim. Moisés confessa que não consegue ignorar os últimos acontecimentos. Os dois discutem e, em lágrimas, terminam tudo. Yunet tenta convencer Paser a contar ao Rei que Moisés matou Panahasi. Seti explica a Tuya que a principal ameaça é que Moisés inicie uma revolução que ponha em perigo o Egipto. Por ameaça de Yunet, Paser diz a Seti que teve um sonho em que Moisés está a preparar uma revolta junto dos hebreus.

Capítulo 45 – Terça-feira (01/09)

Seti ordena a Disebek que vá verificar ao local do crime se lá jaz o corpo de Panahasi. Ramsés conta a Disebek que o sonho de Paser é verdade e os dois pensam como vão proceder para salvar Moisés. Moisés vai a casa de Joquebede para combinar com a família como vão salvar a pele dele e de Arão. Yunet consola a princesa Henutmire e diz que o sonho de Paser pode estar errado. Os oficiais de Disebek encontram o corpo de Panahasi. Joel vê a comitiva e reconhece o corpo do feitor e conta tudo a Apuki. Nefertari pede aos Deuses pela protecção de Moisés. Joel desafia o princípe quando este o separa da briga com Zelofeade. Toda a obra fica a saber que Moisés matou Panahasi. Eliseba e Joquebede fazem o parto a Amália no chão da sala e esta perde muito sangue. Ramsés encontra Moisés no local do crime e conta que o Rei vai condená-lo e que Moisés tem que fugir. Disebek suplica piedade pela vida do filho quando o general regressa com o corpo.

Capítulo 46 – Quarta-feira (02/09)

Henutmire suplica pela vida de Moisés a Seti e é levada pelos oficiais. Moisés e Anrão vão para o esconderijo do outro lado do Nilo. Seti condena Moisés à morte por enforcamento e a comitiva ofical começa as buscas. Disebek pede demissão da chefia da missão de busca do seu filho. Tuya tenta consolar Henutmire que está apática. Disebek conta a Henutmire que Ramsés está a ajudar Moisés com a fuga. Henutmire pede a Disebek que a leve à presença do filho para lhe pedir perdão. Amália dá à luz um menino. Arão emociona-se a over o filho de Num. Amália dá-lhe o nome de Oséias, que significa “salvação”. Os oficiais do rei revistam a vila dos hebreus com violência. Paser tenta consolar Nefertari, que diz que Moisés a abandonou. Os oficiais revistam a casa de Arão, mas este diz-lhe que não sabe onde está Moisés. Anrão, Joquebede e Miriã vão até ao esconderijo para se despedirem de Moisés. Joquebede diz a Moisés que Henutmire o ama e que este a deve perdoar.

Capítulo 47 – Quinta-feira (03/09)

Arão diz a Bakenmut que não gosta de Moisés e que se soubesse onde ele está, lhe diria. Bakenmut acredita e vai embora da casa de Arão. Gahijii entrega uma cesta de comida a Ikeni, para ajudar na fuga de Moisés. Joquebede e Miriã encontram a casa toda vasculhada quando regressam. Bakenmut aparece outra vez e pergunta a Joquebede onde esteve. Henutmire conta a Yunet que Ramsés lhe vai dar a oportunidade de se despedir de Moisés antes da fuga. Miriã diz a Bakenmut que ela e a mãe procuraram Moisés por toda a parte mas não encontraram. Paser diz a Disebek que receia que Yunet tente atrapalhar o plano de fuga de Moisés. Seti avisa Ramsés que se descobrir que o filho ajudou Moisés a fugir, nunca se sentará no trono do rei. Disebek seduz Yunet e leva-a para um lugar escondido para impedir que ela faça algo que atrapalhe a fuga de Moisés. Disebek amarra Yunet no santurário, imobilizando-a. Amália sente-se muito fraca. Bekenmut diz a Seti que ainda não encontraram Moisés. O rei fica furioso e manda seguir Ramsés sem que ele perceba. Ikeni sai do palácio durante a noite com Henutmire. Ramsés vai para a casa de Senet para despistar os guardas do rei e eles caem na armadilha. Amália, pressentindo que vai morrer, pede a Eliseba e Arão para tratarem de Oséias.

Capítulo 48 – Sexta-feira (04/09)

Henutmire e Ikeni chegam ao esconderijo. Moisés perdoa a “mãe” e os dois abraçam-se na despedida. Amália despede-se do filho, pedindo a Arão que seja para Oséias o que Num foi para ele. Toda a família chora a morte de Amália. Moisés despede-se de Henutmire, Ikeni e Anrão e segue com Ramsés. Henutmire conta a Disebek que Moisés lhes concedeu o perdão e os ama. Ramsés e Moisés despedem-se à entrada do deserto. Moisés pede a Ramsés que cuide de Nefertari com todo o carinho possível. Ramsés regressa ao palácio e diz a Nefertari que Moisés fugiu. Seti ordena a Bakenmut que parta em direcção ao deserto atrás de Moisés. Moisés enfrenta uma tempestade de areia no deserto. Yunet mente a Nefertari e diz que foi Paser quem denunciou Moisés, mesmo que Yunet lhe tenha ditto para não o fazer. A guarda real encontra Moisés no deserto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.