A rainha tenta seduzi-lo, diz que ainda o ama e deixa-o assustado. Moisés propõe serem amigos. A rainha pede que ele vá embora e Moisés sai triste com a situação.

A rainha atira objetos à parede num surto de raiva. Paser vai falar com a filha e vê tudo partido no chão. Nefertari diz que Moisés a insultou e culpa Paser por não ter casado com o hebreu.

Ramsés procura a mulher. Nefertari, ainda nervosa, diz que estava com dor de cabeça e que foi buscar uma fórmula. Ramsés diz a Nefertari que vai convencer Moisés a ficar no reino e que eles poderão ser grandes amigos novamente.

Joquebede olha as estrelas e canta. Miriã encontra a mãe e as duas conversam sobre Anrão. Joquebede mostra fé e aceitação com a morte do marido. Nefertari não consegue dormir e lembra de momentos com Moisés. Os dois libertadores do povo combinam de voltar ao palácio para contar o motivo pelo qual voltaram. Moisés e Arão vão ao encontro do Rei.

Yunet conversa com estátuas enquanto Moisés e Arão passam. Ramsés, mesmo sabendo do pedido de Deus, nega libertar os hebreus. Moisés pede a Ramsés que deixe o povo hebreu ir para o deserto para uma viagem de três dias para oferecer sacrifícios a Deus. Ramsés tenta convencer Moisés a ficar do lado dos egípcios, mas ele mostra-se irredutível.

Nefertari fica incomodada ao saber que Moisés está no palácio. Ramsés leva Moisés até a sala de treino e deixa o amigo emocionado. Os dois lutam amigavelmente mas Moisés não disfarça o incómodo pelo que está por vir. Safira conversa com Karen e diz que pretende deixar a Casa de Senet. Ahmós ouve a conversa e diz que ela pode ir embora se pagar a sua dívida com ele. Karen diz que Ahmós jamais irá deixá-la sair de lá, deixando Safira desesperada. Ramsés irrita-se com a recusa de Moisés em aceitar as suas ofertas.

Moisés pede mais uma vez que Ramsés permita que os hebreus vão até ao deserto adorar Deus, mas o faraó diz que não, determinado. Ramsés chama Ikeni e Bakenmut e ordena que não será mais distribuída palha para os escravos para a fabricação de tijolos. Nefertari conversa com Ramsés e diz que o pedido de Moisés é um absurdo deixando o soberano feliz com o apoio da esposa.

Moisés aceita a sugestão de Arão e decide reunir o povo hebreu para informá-los sobre a conversa com Ramsés. Henutmire e Hur acreditam que Moisés voltou para lutar pelo povo hebreu.

Sério, Ramsés diz a Henutmire que Moisés se pôs contra ele e se irá arrepender. Moisés e Arão tentam acalmar a indignação do povo. Oseias conta que todos os hebreus se devem unir para atender as exigências de Ramsés, na intenção de mostrar que ninguém irá desistir da libertação. Nefertari fica satisfeita ao ouvir o faraó a dizer que os hebreus vão pagar caro por Moisés o ter desprezado.

Famílias hebreias seguem de madrugada para os campos de trigo à procura de palha. Ramsés ordena que Bakenmut e Ikeni acompanhem os escravos na execução da nova tarefa e pede para os oficiais não terem pena caso precisem castigá-los. Nefertari desdenha do sofrimento dos hebreus e saboreia o poder de vingança contra Moisés. Apuki anuncia que a tarefa do dia não foi cumprida.

Alvos do castigo, os chefes Corá e Datã argumentam que era impossível terminar todo o trabalho. Os escravos ficam horrorizados ao presenciarem Corá e Datã a serem chicoteados pelos feitores. Nadabe, Abiú e Eleazar comentam sobre a crueldade do rei. Arão teme que Ramsés consiga semear a inimizade entre os escravos.

Magoada por ter sido dispensada por Moisés, Nefertari inflama o ódio do faraó pelo hebreu. Moisés conversa com Joquebede e conta como conheceu Zípora. Os hebreus trabalham ferrenhamente na fabricação dos tijolos. Bakenmut e Ikeni chegam ao local de trabalho dos hebreus. Apuki informa a Bakenmut e Ikeni que a meta dos escravos não foi cumprida.

Os oficiais ordenam que o feitor castigue Corá e Datã novamente. Cansados e desanimados, os hebreus voltam da obra. Corá e Datã decidem procurar o faraó, e Ramsés aceita receber apenas Corá e Datã. Impaciente, o rei ordena que os dois vão direto ao assunto. Corá e Datã ficam desolados ao verem Ramsés irredutível, negando aliviar o castigo com os hebreus.

Os dois saem e Nefertari elogia a postura autoritária do rei. Safira explica a Karen que pretende ceder as investidas de Meketre, para que consiga pagar a dívida com Ahmós e ir embora. Angustiado, Moisés questiona Deus porque o povo tem sofrido tanto depois que voltou.

Deus avisa que usará o poder que detém para obrigar Ramsés a autorizar a partida dos hebreus, deixando Moisés emocionado. Ahmós anima-se ao saber que Safira decidiu encontrar-se com Meketre e mente-lhe, dizendo que a jovem estará livre após pagar o que lhe deve. Acompanhada de Leila, Henutmire surpreende-se ao encontrar Yunet na vila.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.